OPEB – Uma vulnerabilidade evidente: por que nossa saúde depende tanto de importações?

10/11/2021
Share on twitter
Share on linkedin
Share on facebook
Share on whatsapp

A pandemia do coronavírus escancarou a precariedade do acesso a equipamentos de proteção e de tecnologias de saúde no Brasil. O artigo de Gustavo Botão, Kayque Ferraz e Mikael Servilha demonstra a dependência brasileira da importação de produtos de saúde, e, sobretudo, de equipamentos de alto valor agregado. Ainda, o texto denuncia a política do atual ministro da economia Paulo Guedes de incentivo a desindustrialização, combinado à estratégia do governo Bolsonaro de Precarização do Sistema Único de Saúde (SUS) como um dos grandes fatores para a vulnerabilidade brasileira ao combate ao Covid – 19. Enviado por Bianca de Oliveira

Matéria de Gustavo Botão, Kayque Ferraz e Mikael Servilha disponível no Observatório de Política Externa e da Inserção Internacional do Brasil: https://opeb.org/2021/09/20/uma-vulnerabilidade-evidente-por-que-nossa-saude-depende-tanto-de-importacoes/

0 0 votes
Article Rating
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marina Gallerani
23 dias atrás

Essa notícia se relaciona diretamente com a que eu enviei para a publicação, mostrando como problemas de saúde se interligam e se reforçam em muitas situações. A notícia da Folha de S. Paulo do dia 24 de outubro dizia que alta do dólar eleva preço dos insumos necessários para cirurgias cardíacas no SUS, colocando 50mil pessoas na fila de espera por esses procedimentos. Esse é apenas um dos reflexos dessa dependência que o Brasil tem da importação de alguns equipamentos, materiais ou até medicamentos.
https://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2021/10/pandemia-e-alta-do-dolar-empurram-cerca-de-50-mil-para-fila-de-cirurgia-cardiaca-no-sus.shtml 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin