O impacto da COVID-19 no povo Roma na Romênia, de Laís Gontzos

19/10/2021
Share on twitter
Share on linkedin
Share on facebook
Share on whatsapp

O primeiro texto que fiz para o blog, intitulado “Os mais odiados da Romênia: um vislumbre sobre a situação da população Roma” tinha como intenção trazer um breve panorama da situação da população Roma na Romênia pré-pandemia de COVID-19. Esse texto, por sua vez, tem como objetivo expor o cenário enfrentado por essa comunidade durante a pandemia de COVID-19 na Romênia. 

Tendo em vista as condições de moradia dessa população e o desprezo do governo romeno em criar políticas públicas que sanem esses problemas, como apresentado no primeiro texto, não seria surpresa que a pandemia de COVID-19 atingisse os Roma de maneira mais severa e intensa e, de acordo com a publicação do Banco Mundial em março de 2021, foi isso que aconteceu. Segundo a pesquisa do Banco, as “desvantagens existentes” dessa população se traduziram em novos desafios durante a pandemia: 68% das famílias Roma na Romênia vivem em condições de sobrelotação e não têm acesso a água corrente, o que torna difícil cumprir as medidas de higiene e distanciamento social. Esses aspectos podem ser observados no caso das famílias Roma que vivem ao lado do lixão de Pât Rata e das que vivem em containers de remessa em Elforie, ambas não possuem acesso a condições dignas de sobrevivência (água, saneamento, eletricidade), e estão mais vulneráveis a contaminação pelo vírus da COVID-19.

A pandemia também exacerbou o racismo sofrido por minorias principalmente por comunidades Roma, asiáticas e Dalits, de acordo com relatos de Maria Dumitru para o International Network for Hate Studies. No artigo, a autora explica que esses grupos foram usados como bodes expiatórios e acusados de espalhar o vírus. 

De acordo com Dumitru, corroborando com o agravamento do racismo na Romênia, os casos de brutalidades policiais aumentaram: nos primeiros meses da pandemia,  Margareta Matache, diretora do  Programa Roma na Universidade Harvard e defensora dos direitos humanos, registrou seis casos de brutalidade policial, em que 20 pessoas Romani, incluindo três crianças, foram vítimas.  Um dos casos de abuso policial foi gravado e denunciado em um jornal online romeno (1), nele um policial espanca e agride verbalmente um Romani por ter descumprindo regras da pandemia. O vídeo circulou nas redes sociais romenas e segundo o Dimitru, ao invés de gerar empatia de pessoas não-Romani, “pelo contrário, os policiais foram elogiados por sua “bravura”, onde foi alegado que “eles estavam apenas fazendo seu trabalho’”(2)’.

Uma pesquisa feita por Ionut Chiruta, aponta que a mídia tradicional também teve um grande papel em disseminar desinformação sobre COVID-19 e agravar o racismo contra Romani. Segundo Chiruta, os meios de comunicação romenos usaram dois tipos de estratégias para abordar tópicos relacionados à COVID 19 e os Roma: (I) a mídia se concentrou em explorar o sensacionalismo dos episódios envolvendo Romani usando palavras hiperbólicas e em vários casos ligando-os ao aumento de infecções na Romênia e (II) criando uma lógica de polarização entre as forças de segurança e a comunidade Roma.

Outro impacto muito negativo para a comunidade Roma, evidenciado pelo estudo feito por Neda Korunovska e Zeljko Jovanovic para o programa Roma Initiatives Office, foi o econômico. De acordo com o estudo, a maioria dos Romani trabalhavam em funções pouco qualificadas, mal remuneradas e em negócios informais, portanto não conseguem acessar os benefícios e medidas de apoio relacionados à COVID-19 que são fornecidos por estados membros da União Europeia. Segundo Korunovska e Jovanovic, “na Romênia e na Espanha, especialmente, medidas de confinamento e distanciamento físico cortaram a renda de todos os Romani que trabalham como vendedores ambulantes”(3).

É válido ressaltar que, de acordo com o estudo, nenhum dos países da União Europeia está tomando medidas de apoio aos trabalhadores em situação de precariedade ou dos que trabalham na economia informal. Como consequência dessa situação, há falta de alimentos, o que obriga os Romani mais vulneráveis a quebrar  medidas de quarentena, levando a uma exposição maior aos abusos policiais.

Concluindo, como mencionando por Margareta Matache e Jacqueline Bhabha para o portal “Health and Human Rights Journal”: a discriminação contra o povo Roma, que já são marginalizados pelo Governo, forçados a viver em condições indignas “é uma grave violação dos direitos humanos e uma ameaça a saúde pública de todos os membros da comunidade romena, Roma ou não-Roma.(4)”

Notas de rodapé:

  1.  Link para a matéria (em romeno) 
  2.  Minha tradução. Original: “On the contrary, the police officers were praised for their “bravery” while it was claimed that “they were only doing their job.”
  3. Minha tradução. Original: In Romania and Spain, especially, confinement and physical distancing measures have cut off incomes of all the Roma who work as street vendors.
  4. Minha tradução. Original: “is a grave human rights violation that threatens the public health of all members of the community, Roma and non Roma”.

Referências: 

DUMITRU, Maria. Covid-19: A wave of racism against the Roma communities in Romania. Disponível em: https://internationalhatestudies.com/covid-19-a-wave-of-racism-against-the-roma-communities-in-romania/. Acesso em: 14 out. 2021.

MATACHE, Margareta;  BHABHA, Jacqueline. Anti-Roma Racism is Spiraling During COVID-19 Pandemic. Disponível em: https://www.hhrjournal.org/2020/04/anti-roma-racism-is-spiraling-during-covid-19-pandemic/. Acesso em: 14 out. 2021.

KORUNOVSKA, Neda; JOVANOVIC, Zeljko. Roma in the COVID-19 Crisis: an early warning from six eu member states. An early warning from six EU member states. 2020. Disponível em:https://www.opensocietyfoundations.org/publications/roma-in-the-covid-19-crisis. Acesso em: 14 out. 2021.

CHIRUTA, Ionut. The Representation of Roma in the Romanian Media During COVID-19: Performing Control Through Discursive-Performative Repertoires. 2021. Disponível em: https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fpos.2021.663874/full. Acesso em: 14 out. 2021.

Banco Mundial. Roma Experience Can Inform Romania’s Post-COVID-19 Successful Recovery. 2021. Disponível em: https://www.worldbank.org/en/news/opinion/2021/03/24/roma-experience-can-inform-romania-s-post-covid-19-successful-recovery. Acesso em: 14 out. 2021.

5 1 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin