MSF: Grave crise hídrica no norte da Síria apresenta sérios riscos à saúde da população

11/10/2021
Share on twitter
Share on linkedin
Share on facebook
Share on whatsapp

Hoje, no norte da Síria, mais de três milhões de pessoas – vivendo a maioria em campos de refugiados – estão sofrendo com a falta de acesso à água potável e saneamento básico. De acordo com a reportagem dos Médicos sem Fronteiras (MSF), isso levou a um aumento dos casos de doenças relacionadas, entre elas, diarreia, hepatite, impetigo e sarna – 47% a mais em relação ao ano passado -, além do aumento das taxas de desnutrição e desidratação em si.

As causas dessa crise são: a guerra, que hoje dura mais de dez anos, e a diminuição progressiva do financiamento internacional no país, que sofreu uma queda especialmente alta no último ano. Em 2021, apenas 4% do financiamento internacional foi direcionado ao abastecimento de água potável, higiene e saneamento, um terço do financiamento destinado a essas áreas em 2020. O que fez com que a falta de abastecimento tenha chegado ao limite, de acordo com o SMF, nos últimos meses, com muitas organizações tendo que parar de levar água a diversos campos.

Enviado por Raíssa Cortez

Notícia de Médicos sem Fronteiras: https://www.msf.org.br/noticias/grave-crise-hidrica-no-norte-da-siria-apresenta-serios-riscos-saude-da-populacao

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin