“Hitler III° Mundo”: Fascismos de ontem e de hoje

26/09/2021
Share on twitter
Share on linkedin
Share on facebook
Share on whatsapp

Em 1968, pouco antes do Ato Institucional nº 5 entrar em vigor, começava a ser rodado o filme “Hitler 3º Mundo” de José Agripino de Paula. Com produção de baixo orçamento nasce uma leitura clínica e crítica de uma época de desigualdade e autoritarismo, uma pérola radical do cinema marginal.

Na distopia apresentada na película, Hitler aparece em terras tupiniquins com sua farda em farrapos, fazendo um discurso sem sentido e atirando tijolos em ruínas. Líder de um nazismo bagunçado e ridículo, contrariado por ilógicos super-heróis segue realizando seus “feitos” em estilo nonsense.

A semelhança da obra cinematográfica parece não ser por acaso, mas é, e por isso aparenta caráter premonitório. Após mais de meio século de finalizada a filmagem surge uma figura política igualmente bastante caricata e apresentando traços nazi-fascistas em seus modos de governar. Jair Bolsonaro, atual presidente do país usa de seu poder para atacar ministros do Supremo Tribunal Federal, enaltecer regimes ditatoriais, incredulizar o sistema eleitoral e insinuar intervenções militares, tal qual àquela ocorrida no último 07 de setembro.

Durante a trama, Hitler fala com seus cúmplices enquanto ocorre o penduramento de pessoas mortas em sua proximidade, agindo como se tudo fosse muito natural. Essa predileção pela morte pode ser também percebida atualmente quando vemos um presidente que defende a tortura e ignora os números de mortos pela Covid-19.

Enviado por Jenifer Torres Toniolo

Resenha disponível em Biblioo: https://biblioo.info/hitler-iii-mundo-fascismos-de-ontem-e-de-hoje/

Filme de Fernando Gleibe disponível no YouTube:

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin