Guardian: Why Joker’s depiction of mental illness is dangerously misinformed

08/11/2021
Share on twitter
Share on linkedin
Share on facebook
Share on whatsapp

Recentemente revi o filme Coringa (2019) e me lembrei da discussão que se formou depois de seu lançamento acerca da importância do acompanhamento profissional público especializado em saúde mental e tratamento de transtornos psicológicos. Decidi buscar sobre se o filme teve algum impacto em relação a investimentos em programas do tipo, ou na percepção pública sobre o assunto para trazer para o blog, mas encontrei outra discussão: o filme mais ajudou ou atrapalhou em relação ao estigma de pessoas com transtornos ou doenças do tipo? Pelo que se vê pelas notícias abaixo, há muitas ressalvas sobre a representação trazida no filme que associa essas condições à violência perpetuada por essas pessoas, não contra elas – o que é, inclusive, mais comum. Para a crítica elaborada no The Guardian, o risco da maior estigmatização ainda ofusca o debate proveitoso que pode ser tirado acerca da desigualdade, pobreza e isolamento em relação à sociedade. Enviado por Marina Galesso

Notícia de Annabel Driscoll e Mina Husain disponível no Guardian: https://www.theguardian.com/film/2019/oct/21/joker-mental-illness-joaquin-phoenix-dangerous-misinformed

Referência complementar:  https://www.mcleanhospital.org/essential/plot-twist-joker-harming-or-helping-mental-illness-stereotypes

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin