Folha: Renan cede e tira de relatório da CPI da Covid acusações de genocídio e homicídio contra Bolsonaro

20/10/2021
Share on twitter
Share on linkedin
Share on facebook
Share on whatsapp

As propostas de indiciamento contra Jair Bolsonaro pelos crimes de homicídio e genocídio de indígenas foram retiradas. Ainda que a CPI não seja a única entidade capaz de encaminhar comunicações ao TPI, a retirada do crime de genocídio e homicídio do relatório carregam um forte impacto político.  O acontecimento também é muito relevante pois é possível que a desistência de incluir o genocídio no relatório influencie a forma como o grande público entende o significado desse crime. O documento contém, ainda, a recomendação de indiciamento do presidente por crimes contra a humanidade. Já as propostas de indiciamento do Secretário Especial de Saúde Indígena, Robson Santos da Silva, do pastor evangélico Silas Malafaia não foram incluídas. Por fim, o relatório recomenda que Flávio Bolsonaro seja indiciado por disseminação de fake news, mas não por improbidade administrativa e advocacia administrativa. Enviado por Débora Tunes

Notícia disponível na Folha: https://www1.folha.uol.com.br/poder/2021/10/aziz-diz-que-renan-cede-e-tira-de-relatorio-da-cpi-acusacao-de-genocidio-contra-bolsonaro.shtml

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin