Candidata a vacina contra o HIV desenvolvida pela Johnson & Johnson gera proteção insuficiente de 25%

02/09/2021
Share on twitter
Share on linkedin
Share on facebook
Share on whatsapp

Há quase 40 anos o mundo se encontra em uma corrida contra o HIV. Até o final de 2020, eram, aproximadamente, 37,7 milhões de pessoas convivendo com o vírus, sendo que mais de 2/3 desses indivíduos (25,4 milhões) se encontravam na África, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). A infecção pelo vírus da Aids é, portanto, uma questão de Saúde Global que se propaga mundialmente deixando o rastro da desigualdade de acesso à prevenção, diagnóstico e tratamento adequado. Nesse sentido, o esforço em produzir uma vacina contra o HIV é essencial, uma vez que “os maiores impactos na erradicação ou controle de doenças infecciosas na história da saúde pública têm sido alcançados por meio da vacinação”, diz Michel Sidibé, Diretor Executivo do UNAIDS. A Johnson & Johnson está realizando ensaios de vacina contra o HIV e, apesar do ensaio clínico na África Subsaariana não fornecer nível suficiente de proteção, os cientistas se mostram confiantes com as novas descobertas que ajudarão na busca por uma vacina efetiva de prevenção ao HIV. Enviado por Mariana Pinheiro Marques

Disponível no G1: https://g1.globo.com/bemestar/vacina/noticia/2021/08/31/candidata-a-vacina-contra-o-hiv-desenvolvida-pela-johnson-and-johnson-gera-protecao-insuficiente-de-25percent.ghtml 

5 1 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin