A ponta do iceberg

Evento promovido por entidade de planos de saúde para criar “novo sistema nacional” acende o alerta da militância do SUS e pode colocar sob os holofotes a agenda privatista de um setor cada vez mais complexo em busca de expansão

Outra Saúde Por Maíra Mathias

Foi num domingo e chegou por WhatsApp. Em pouquíssimo tempo, a imagem de divulgação de um evento promovido pela Febraplan, a até então desconhecida Federação Brasileira de Planos de Saúde, se espalhou nos grupos de discussão que reúnem defensores do SUS. A propaganda do 1º Fórum Brasil prometia aos seus participantes nada menos do que o envolvimento na “ousadia de propor um novo Sistema Nacional de Saúde”. A Febraplan anunciava ainda a presença de senadores, deputados federais, órgãos do governo e outras entidades de representação do setor privado. Parecia provocação – pois não era um domingo qualquer, mas o seguinte ao Dia Mundial da Saúde, comemorado em 7 de abril, data que coincidiu este ano com a vigília seguida da primeira prisão de um ex-presidente brasileiro. Mas, como geralmente acontece, as coisas se revelaram mais complexas na sequência.

Leia a continuação da matéria no portal Outra Saúde.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s