O envelhecer e os maus tratos com os idosos – por João Alioti

No Dia 15 de Junho foi celebrado o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a pessoa Idosa que foi instituído em 2006 pela Organização das Nações Unidas e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa com o intuito de conscientizar a população acerca dos maus tratos sofridos pela população idosa, sendo estes os mais explícitos ou os ocultos. Numa perspectiva demográfica na qual cerca de dois bilhões de pessoas terão mais de 60 anos em 2050, deve-se considerar o que é e qual é o impacto da violência contra o idoso.

Antes de mais nada é necessário pontuar que a violência não se caracteriza apenas por agressões, englobando a negligência e abandono por parte dos familiares, agressões verbais, abusos psicológicos, discriminação, apropriação indébita de valores, propriedades e benefícios, cárcere privado, ameaças e atendimentos indevidos em locais públicos, sendo que, segundo o disque denúncia da Secretaria de Direitos Humanos, cerca de 76% dos casos registrados eram relacionados a casos de Negligência contra o idoso em 2014.

Esse tipo de violência pode ser vista em casos cotidianos como o exemplificado pelo psicanalista Contardo Calligaris:

“Pergunta: você aceita que seus filhos levem namorados e namoradas para casa, mas, caso seu pai ou sua mãe ou sogro ou sogra, divorciados, separados ou viúvos, morem com você, você topa que eles tragam um “namorado ou namorada” para casa e para cama? Você encara um velho ou uma velha desconhecidos na mesa do café da manhã?

O século 20 começou admitindo a existência da sexualidade infantil, continuou reconhecendo (um pouco) a sexualidade feminina e admitindo (um pouco) a variedade das orientações sexuais; mas o desejo sexual do idoso continua obsceno: uma aberração fora de época. O próprio amor entre idosos, para ser aceito, deve nos parecer “fofo”.

Negar a vida sexual do idoso permite que a indústria farmacêutica e o médico proponham tratamentos que condenam o idoso à impotência, como se esse efeito “secundário” não fosse relevante na velhice.”

Os Maus tratos contra os idosos demonstram como o envelhecimento é tratado pela sociedade moderna, os idosos são considerados fardos a serem carregados pelo restante da população uma vez que já teriam cumprido seu papel na sociedade e não mais teriam com que contribuir, apenas necessitando de cuidados e onerando o estado com as aposentadorias. O que pouco se fala ou se debate é justamente o outro lado da moeda, os desejos, vontades e sentimentos da terceira idade que embora algumas vezes necessitem de certos tipos de cuidados e não apresentem o vigor físico da juventude, ainda têm muito a contribuir socialmente (desde que lhes permitam ocupar espaços para tal).

Envelhecer com saúde é um direito do cidadão que contribuiu ao longo de sua juventude para a formação da sociedade tanto nas ruas quanto em casa e está assegurado no artigo 9° do estatuto do Idoso: “  Art. 9o É obrigação do Estado, garantir à pessoa idosa a proteção à vida e à saúde, mediante efetivação de políticas sociais públicas que permitam um envelhecimento saudável e em condições de dignidade.”.

Quanto à população mais nova, cabe a ela garantir que os direitos dos idosos sejam respeitados, sejam estes seus parentes ou não, e também torcer para que a próxima geração não os trate da mesma forma que tratam os idosos quando chegarem a este período de suas vidas.

Por João Alioti, graduando da USP  e aluno da disciplina Saúde Global

Bibliografia

http://www.blog.saude.gov.br/35623-dia-mundial-de-conscientizacao-da-violencia-contra-a-pessoa-idosa.html

http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/datas_especiais/violencia_contra_pessoa_idosa.pdf

https://nacoesunidas.org/populacao-idosa-mais-do-que-dobrara-ate-2050-especialista-da-onu-pede-foco-em-direitos/

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/contardocalligaris/2017/06/1892942-o-desejo-dos-idosos.shtml

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s