As mulheres do zika foram esquecidas

O artigo foi escrito para a Carta Capital por Débora Diniz, pesquisadora sobre o zika e autora do livro ” Zika: Do Sertão nordestino à ameaça global, indicado na bibliografia do curso. Neste artigo Diniz relata tristes histórias de mulheres periféricas que sofrem com a falta de políticas públicas voltadas para atender suas necessidades e a de seus filhos com microcefalia e outras síndromes neurológicas. Durante as campanhas eleitorais do ano passado, muitas promessas foram feitas à essas mães e crianças, mas passado o pleito estas foram esquecidas pelos governantes eleitos, deixando as vítimas da tragédia à sua própria sorte.
Enviado por  Isabela Brandi
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s