Governo adota no SUS pílula que previne HIV em grupos de risco

Daily Antiretroviral Pill Found To Protect Healthy From AIDS Transmission

No dia 24 de maio, o Ministério da Saúde brasileiro anunciou a incorporação ao Sistema Único de Saúde (SUS) do tratamento que previne a infecção pelo vírus HIV, que consiste na administração diária do antiretroviral Truvada.  Segundo o comunicado, 7.000 pessoas não infectadas pelo vírus e que estão mais expostas ao risco receberão o medicamento. Com isso, o Brasil se torna o primeiro país na América Latina a utilizar essa estratégia de prevenção como política de saúde pública, uma recomendação que a Organização Mundial da Saúde (OMS) faz desde 2012. Especialistas entrevistados criticam a falta de divulgação da política aos principais grupos de risco e a oferta reduzida do tratamento, que conforme estimativas deveria ser dirigida a 220 mil pessoas. Contudo, também ressaltam que a oferta poderá ser reajustada conforme a demanda e que um dos principais benefícios do tratamento será a aproximação entre a população alvo e os centros de saúde, os quais serão responsáveis por fazer avaliações e acompanhar os tratamentos.

Link para a notícia: http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2017/05/1887148-governo-adota-no-sus-pilula-que-previne-hiv-em-grupos-de-risco.shtml

 

Enviado por Jonathan Gabriel da Rocha dos Santos.

Anúncios

Um pensamento sobre “Governo adota no SUS pílula que previne HIV em grupos de risco

  1. Uma estratégia de oferecimento de profilaxia pré-exposição (“prep”, na silga em inglês) entre grupos em que ainda se observa prevalência da infecção por HIV é, obviamente, louvável. Não escapa do conhecimento de ninguém que essa infecção quando não controlada, em quase cem por cento dos casos (excetuados aqui os chamados “elite controllers”), evoluirá para a instalação da síndrome da imunodeficiência adquirida – AIDS. A gravidade dessa síndrome dispensa maiores comentários, a tal ponto que se constitui, na história recente como um dos maiores flagelos em termos de saúde pública em um nível mundial.

    A AIDS é uma síndrome letal, extremamente grave, com implicações e complicações devastadoras e de tratamento bastante caro. Por si só, essas considerações já deveriam bastar para justificar qualquer tipo de profilaxia que evitasse a instalação do vírus no organismo humano.

    Entretanto, em que pese não se estar aqui sugerindo alguma forma retrocesso na política de oferecimento da “prep”, há que se levar em conta que ela pode implicar algum relaxamento em relação à prática do que se convencionou chamar de sexo seguro, isto é, relações sexuais em que se utilizam preservativos, sejam masculinos ou femininos.

    Há várias doenças sexualmente transmissíveis, as quais têm sua transmissão facilmente impedida com o uso de preservativos. Os especialistas apontam, por exemplo, para a existência atual de um surto de sífilis. Ainda que esta última tenha tratamento simples, quando em sua fase primária ou secundária, com antibióticos da classe das penicilinas, não são raros os casos de evolução silenciosa e assintomática para neuro-sífilis (fase terciária). Quadros com complicações importantes também são evidenciados em relação à gonorreia. Além destas duas, merecem menções as hepatites virais, sobretudo a hepatite do tipo B, com transmissão predominante por via sexual.

    Assim, a política de oferecimento de “prep” deve vir acompanhada de esclarecimentos sistemáticos e intensos com relação à prática de sexo desprotegido e sua relação com a transmissão de várias doenças, sob pena de, ao estar-se resolvendo um problema sério, gerar-se vários outros igualmente graves e potencialmente letais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s