Relatório do PNUD analisa a desigualdade no Brasil

favela_pobreza.jpg

Relatório lançado na última quarta-feira (10/05) pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) demonstra que houve melhora no Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) entre os grupos mais vulneráveis – como mulheres, negros e população rural. O relatório analisa cor, sexo e situação de domicílio, tendo cada indicador vinculado a um subíndice: IDHM Educação, IDHM Renda, ou IDHM Longevidade. Os dados são referentes aos anos de 2000 e 2010. A diferença entre o IDHM de negros e brancos reduziu-se pela metade no intervalo, enquanto a análise revela um equilíbrio maior do IDHM de mulheres e homens. Apesar da redução das diferenças, a desigualdade persiste, sendo possível observar que as mulheres ainda têm renda inferior a dos homens e que os índices de renda, escolaridade e expectativa de vida da população urbana são superiores aos da população rural.

O Brasil é um dos países mais desiguais do mundo segundo o Relatório Global de Desenvolvimento Humano de 2016 do PNUD, ocupando a 10º posição de um conjunto de 143 países. A observação desse cenário é importante para os interessados em saúde, pois as desigualdades sociais interferem no modo que diferentes grupos da população experienciam e percebem as próprias situações de saúde e doença. Em períodos de epidemia, por exemplo, as tensões sociais advindas de diferenças econômicas, racismo ou desigualdade de gênero ficam ainda mais evidentes e se manifestam no grau de acesso a tratamento adequado e de vulnerabilidade de cada grupo. Como o próprio relatório aponta, a análise da desigualdade deve servir de subsídio no planejamento de políticas públicas cujo o foco seja promover a equidade racial, a redução da diferenças de renda entre homens e mulheres e entre população urbana e rural.

Fonte: Grupos vulneráveis têm melhora no IDH municipal, mas desigualdades persistem no Brasil. ONU Brasil; 2017 Maio 10. Acesso em 12 maio 2017. Disponível em: <https://nacoesunidas.org/grupos-vulneraveis-tem-melhora-no-idh-municipal-mas-desigualdades-persistem-no-brasil/>.

Enviado por Cristiane Pereira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s