Por que a OMS não quer adiar a Olimpíada pelo zika

Nexo – André Cabette Fábio

Brasil não é único afetado. Vírus já está presente em 60 países, 39 deles nas Américas, e pessoas continuam a viajar a esses locais, diz Organização Mundial de Saúde

Em uma carta com 88 assinaturas, pesquisadores da área de saúde pediram à Organização Mundial de Saúde (OMS) que adiasse “e/ou” realocasse as Olimpíada do Rio de Janeiro para um outro lugar, em “nome da saúde pública”.

Apesar das preocupações, a entidade diz, no entanto, que a medida “não iria alterar significativamente” a difusão do vírus, ligado, entre outras coisas, à microcefalia em bebês. Entenda o que dizem os pesquisadores e qual a contra-argumentação.

O que dizem os pesquisadores#

Para sustentar a argumentação contra as Olimpíada do Rio, os pesquisadores usaram o histórico de alterações de jogos como exemplos de que é possível mudar as datas de grandes eventos.  “As Olimpíadas de 1916, 1940, e 1944 não foram somente adiadas ou realocadas, mas canceladas”.

Em 2003, a Fifa moveu a Copa do Mundo de futebol feminino da China para os Estados Unidos em meio a preocupações com a pneumonia asiática. O mesmo ocorreu com a Copa das Nações da África em 2015 devido a preocupações com o Ebola.

Os principais pontos da carta sobre por que a medida seria adequada no caso dos jogos no  Rio são:

FOCO

Rio de Janeiro é uma das áreas mais afetadas pelo vírus no Brasil

FALHA

As medidas para barrar o mosquito transmissor do víruos, o Aedes aegypti não têm surtido efeito

INTERESSE

A Organização Mundial de Saúde estaria rejeitando essa argumentação devido a um conflito de interesse por ter uma parceria com o Comitê Olímpico

DOENÇAS

O vírus é particularmente perigoso por estar ligado à microcefalia e à síndrome de Guillain-Barré, que faz com que o sistema imunológico do corpo ataque parte do sistema nervoso por engano, causando fraqueza muscular

“A variedade brasileira do zika vírus afeta a saúde de maneiras nunca antes observadas. Um risco desnecessário ocorre quando 500 mil turistas de vários países vão a jogos, são potencialmente infectados e voltam para casa em locais em que ele pode se tornar endêmico. Em países pobres, mas ainda não afetados, o sofrimento pode ser enorme. É antiético correr esse risco”

Carta assinada por 88 pesquisadores de saúde pedindo que a Olimpíada sejam realocadas ou adiadas

Por que manter a Olimpíada?#

UM DE MUITOS

Segundo a OMS, o Brasil é apenas “um de mais de 60 países e territórios com a transmissão do zika por mosquitos”, e pessoas continuam a viajar entre esses países. Nas Américas, 39 países têm o zika. “A melhor forma de reduzir o risco de doença é seguir recomendações de órgãos de saúde”

MENOS MOSQUITOS

A entidade não cita esse fator como argumento, mas a atividade do mosquito Aedes aegypti tende a diminuir em julho e em agosto, o mês da Olimpíada, por conta do inverno. Anualmente, esses são meses em que há queda de casos de dengue, doença transmitida pelo mesmo mosquito. Isso tem sido destacado pela prefeitura do Rio

MOSQUITO AGE MENOS EM AGOSTO#

Cuidados

Apesar de não concordar com o adiamento da Olimpíada, a OMS recomenda na nota alguns cuidados.

GRAVIDEZ

Grávidas devem evitar áreas com surtos de zika, como é o caso do Rio de Janeiro. Homens que tenham viajado para áreas com surtos e que sejam parceiros sexuais de grávidas devem praticar sexo com proteção, ou não fazer sexo durante a gravidez

PROTEÇÃO

Quem viajar à Olimpíada deve usar camisinha ou deixar de fazer sexo durante sua estadia e por ao menos quatro semanas depois de voltar, principalmente se houver sintomas de vírus

REPELENTES

Turistas olímpicos também devem se proteger de picadas com repelentes e roupas de preferência claras que cubram a maior área do corpo possível. Estudos indicam que mosquitos são mais atraídos por roupas escuras

AR-CONDICIONADO

A escolha deve ser por acomodações com ar-condicionado, onde janelas e quartos sejam mantidos fechados

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s