Diretor executivo do ISAGS fortalece aliança com países da UNASUL em reuniões bilaterais na Assembleia Mundial da Saúde

ISAGS  Por: Mariana Moreno

Diretor executivo do ISAGS fortalece aliança com países da UNASUL em reuniões bilaterais na AMS

   A Assembleia Mundial da Saúde (AMS) é uma oportunidade para construir e reforçar alianças. Foi com este intuito que, durante o evento, o Diretor Executivo do ISAGS, José Gomes Temporão, participou de reuniões bilaterais com países da UNASUL. Temporão esteve com autoridades da Argentina, Brasil, Chile e Venezuela.

   O vice-ministro de saúde da Argentina e coordenador nacional do país no Conselho de Saúde Sul-Americano (CSS), Eduardo Bustos Villar, relacionou o papel do instituto com o processo de aprofundamento da integração regional dos países sul-americanos: “A UNASUL deve se fortalecer como espaço de integração para que possamos levar adiante a iniciativa do ISAGS”, declarou.

A reunião, que contou com a presença da coordenadora alterna, Andrea Carbone, também foi pautada pelos dois projetos do Fundo de Iniciativas Comuns (FIC) que pertencem ao CSS: o projeto de implementação do banco de preços de medicamentos da UNASUL e o mapeamento das capacidades regionais de produção de medicamentos, que é coordenado pelo ISAGS e pelo Grupo de Acesso Universal a Medicamentos. Bustos salientou que o diagnóstico resultante do projeto sobre capacidade produtiva deve ser analisado com vistas à formação de alianças para potencializar a produção de medicamentos na região sul-americana.

Temporão ressaltou a importância do trabalho conjunto do ISAGS e do GAUMU na elaboração do programa da oficina sobre propriedade intelectual, que acontecerá em setembro. Tomas Pippo, coordenador do GT, também esteve em reunião com Temporão e reforçou a convocação do apoio do ISAGS no projeto de banco de preços, como definido na última reunião do grupo, realizada no começo deste mês.

Ficou acordada ainda, a formação de uma comissão chefiada por Bustos e formada por Pippo e pela chefe de gabinete do ISAGS, Mariana Faria, com a finalidade de visitar a Secretária Geral da UNASUL para  prosseguimento nas ações necessárias para a concretização dos projetos do FIC.

Na bilateral com a Venezuela, a proposta de incorporação de representantes dos países da UNASUL ao quadro de funcionários do ISAGS foi a questão central abordada pelo ministro da Saúde O coordenador do GT de Medicamentos, Tomás Pippo, solicitou que o evento seja realizado na Argentina, Francisco Armada. Temporão destacou que a ideia é extremamente bem-vinda e que foi apresentada pelo Instituto durante a reunião do Conselho de Saúde Sul-Americano que ocorreu em Lima, em 2012. O diretor falou sobre a necessidade de ser analisado o processo de aprovação de funcionários adidos dos ministérios da Saúde.

Em encontro com autoridades chilenas, o Diretor do ISAGS falou sobre a importância de o instituto trabalhar junto com a nova gestão do Ministério da Saúde do país, que desde março está a cargo de Helia Molina, pediatra e mestre em saúde pública.  Raquel Child e Aníbral Hurtado, que também fazem parte do gabinete da pasta, discorreram sobre a saúde materno-infantil, tema bastante abordado durante a abertura da AMS por Margaret Chan, diretora da Organização Mundial da Saúde, e por Susana Muñiz, ministra da Saúde do Uruguai. Temporão lembrou que o programa Chile Cresce Contigo, de sistema de proteção integral à infância, serviu de base para o programa Brasileirinhos e Brasileirinhas saudáveis, e que a experiência pode ser benéfica também para outros países sul-americanos.

     Em reunião com Arthur Chioro, ministro da Saúde do Brasil, Temporão enfatizou a relevância do apoio do país na aprovação do acordo de sede do Instituto. Chioro afirmou que o assunto está na agenda do ministério e está sendo acompanhado pelo assessor especial de Relações Internacionais, Alberto Kleiman, junto à Casa Civil e ao Itamaraty.   A Assembleia Mundial da Saúde (AMS) é uma oportunidade para construir e reforçar alianças. Foi com este intuito que, durante o evento, o Diretor Executivo do ISAGS, José Gomes Temporão, participou de reuniões bilaterais com países da UNASUL. Temporão esteve com autoridades da Argentina, Brasil, Chile e Venezuela.

   O vice-ministro de saúde da Argentina e coordenador nacional do país no Conselho de Saúde Sul-Americano (CSS), Eduardo Bustos Villar, relacionou o papel do instituto com o processo de aprofundamento da integração regional dos países sul-americanos: “A UNASUL deve se fortalecer como espaço de integração para que possamos levar adiante a iniciativa do ISAGS”, declarou.

A reunião, que contou com a presença da coordenadora alterna, Andrea Carbone, também foi pautada pelos dois projetos do Fundo de Iniciativas Comuns (FIC) que pertencem ao CSS: o projeto de implementação do banco de preços de medicamentos da UNASUL e o mapeamento das capacidades regionais de produção de medicamentos, que é coordenado pelo ISAGS e pelo Grupo de Acesso Universal a Medicamentos. Bustos salientou que o diagnóstico resultante do projeto sobre capacidade produtiva deve ser analisado com vistas à formação de alianças para potencializar a produção de medicamentos na região sul-americana.

Temporão ressaltou a importância do trabalho conjunto do ISAGS e do GAUMU na elaboração do programa da oficina sobre propriedade intelectual, que acontecerá em setembro. Tomas Pippo, coordenador do GT, também esteve em reunião com Temporão e reforçou a convocação do apoio do ISAGS no projeto de banco de preços, como definido na última reunião do grupo, realizada no começo deste mês.

Ficou acordada ainda, a formação de uma comissão chefiada por Bustos e formada por Pippo e pela chefe de gabinete do ISAGS, Mariana Faria, com a finalidade de visitar a Secretária Geral da UNASUL para  prosseguimento nas ações necessárias para a concretização dos projetos do FIC.

Na bilateral com a Venezuela, a proposta de incorporação de representantes dos países da UNASUL ao quadro de funcionários do ISAGS foi a questão central abordada pelo ministro da Saúde,Francisco Armada. Temporão destacou que a ideia é extremamente bem-vinda e que foi apresentada pelo Instituto durante a reunião do Conselho de Saúde Sul-Americano que ocorreu em Lima, em 2012. O diretor falou sobre a necessidade de ser analisado o processo de aprovação de funcionários adidos dos ministérios da Saúde.

Em encontro com autoridades chilenas, o Diretor do ISAGS falou sobre a importância de o instituto trabalhar junto com a nova gestão do Ministério da Saúde do país, que desde março está a cargo de Helia Molina, pediatra e mestre em saúde pública.  Raquel Child e Aníbral Hurtado, que também fazem parte do gabinete da pasta, discorreram sobre a saúde materno-infantil, tema bastante abordado durante a abertura da AMS por Margareth Chan, diretora da Organização Mundial da Saúde, e por Susana Muniz, ministra da Saúde do Uruguai. Temporão lembrou que o programa Chile Cresce Contigo, de sistema de proteção integral à infância, serviu de base para o programa Brasileirinhos e Brasileirinhas saudáveis, e que a experiência pode ser benéfica também para outros países sul-americanos.

Em reunião com Arthur Chioro, ministro da Saúde do Brasil, Temporão enfatizou a relevância do apoio do país na aprovação do acordo de sede do Instituto. Chioro afirmou que o assunto está na agenda do ministério e está sendo acompanhado pelo assessor especial de Relações Internacionais, Alberto Kleiman, junto à Casa Civil e ao Itamaraty.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s